Banner da zona
        English Version
[Desafio: Ajude-nos a fazer o nosso bolo de aniversário]
   
 

Desafio: Ajude-nos a fazer o nosso bolo de aniversário





Fazemos 12 anos no próximo dia 25 de Julho.

Venha à festa, mas antes ajude-nos a fazer o bolo.

Esta receita colectiva será criada com os vossos ingredientes no


Temos dois consultores científico-gastronómicos:
    a investigadora Paulina Mata (Departamento de Química da FCTUNL)
    o Chef Nelson Félix (Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoríl)

Eles vão ajudar-nos a desenvolver esta receita interactiva e a compreender se os ingredientes sugeridos são os mais adequados.

Ovos, açúcar e farinha são a base da receita.
Os ovos e a farinha conferem estrutura, agregam os componentes e formam uma matriz sólida. O açúcar dá suavidade e retém a humidade no bolo.

Acompanhe no Facebook o desenvolvimento da receita e os comentários dos nossos especialistas.

E não falte à festa, para provar e comprovar o resultado desta original receita.




A ciência dos nossos ingredientes

Chocolate
Tudo começa com o cacau, a semente do fruto do cacaueiro, planta tropical de nome Theobroma cacao. Theobroma significa “alimento dos deuses”, e é isso mesmo o que o chocolate é para quase todos nós.

O chocolate é composto por finas partículas de pó de cacau dispersas em manteiga de cacau. Contém também outras gorduras, emulsionantes (normalmente lecitina), açúcar e baunilha.

A manteiga de cacau confere-lhe uma característica única: na boca, passa de um sólido aromático a um líquido acetinado. É devido a esta propriedade que sentimos o chocolate a derreter na boca.

Contém compostos estimulantes, como a cafeína, a serotonina, a teobromina e a feniletilamina. Leva o cérebro a produzir certos opiáceos naturais, que aliviam a dor e aumentam a sensação de bem-estar.


Gengibre
É o rizoma da planta Zingiber officinale e é consumido como especiaria desde a antiguidade, na culinária e na preparação de medicamentos.

O aroma e sabor característicos do gengibre devem-se a uma mistura de zingerona, gingerol e shogaol (um produto da quebra do gingerol produzido durante a secagem).

Tem propriedades anti-séptica, anti-inflamatória, antigripal, conservante, estimulante, digestiva e expectorante.

No Oriente, é muito utilizado na culinária, e no Ocidente é sobretudo usado na confecção de doces. Vai dar um toque exótico ao nosso bolo.


Beterraba
A raiz tuberculizada da planta Beta vulgaris tem fins culinários. Pode ser utilizada para produzir açúcar (sacarose), oferecendo uma alternativa ao açúcar de cana. É um dos vegetais mais ricos em ferro.

As betaninas, pigmentos obtidos das raízes, são utilizados na indústria alimentar como corante vermelho, para intensificar a cor de, por exemplo, pasta de tomate, molhos e doces.

É utilizada popularmente como antipirético e laxante, e também no tratamento de doenças sanguíneas.

Vai conferir um toque adocicado e uma tonalidade particular ao nosso bolo.


Isomalte
É um adoçante obtido através da transformação da sacarose (o nosso açúcar de mesa). É usado em pastelaria e tem propriedades muito interessantes.

Tem um índice calórico menor do que a sacarose, pois só parte é degradado pelo organismo. Outras propriedades que o diferenciam da sacarose é o facto de ser menos doce e menos higroscópico (absorve pouca água). Tem um ponto de fusão de 180ºC e não sofre reacções de caramelização. Assim, pode ser trabalhado, produzindo produtos mais estáveis, mais duros e incolores. Por isso, pode ser utilizado para fazer esculturas em açúcar.
 
Parque das Nações, Alameda dos Oceanos, Lote 2.10.01, 1990-223 Lisboa, Portugal
Reservas: +351 21 891 71 04 / Tel Geral: +351 21 891 71 00 / Fax: +351 21 891 71 71